Cantoras do Brasil

Maio 2019

Maria Beraldo

3,0 1 x
A cantora Maria Beraldo desfila sua sonoridade única e apresenta um tratamento diferenciado para trilhas sonoras marcantes dos clássicos do cinema brasileiro “Eu Te Amo” e “Cidade Oculta”.

Luana Carvalho

3,0 3 x
A cantora Luana Carvalho valoriza o discurso de luta e oferece vida nova para trilhas sonoras marcantes dos clássicos do cinema brasileiro “Bicho de Sete Cabeças” e “Tenda dos Milagres”.

Juliana Amaral

4,0 6 x
A cantora Juliana Amaral homenageia os clássicos do cinema brasileiro “A Dama da Lotação” e “O Menino da Porteira” em poderosas interpretações de obras de Caetano Veloso e Teddy Vieira.
Abril 2019

Clarice Falcão

4,0 2 x
Clarice Falcão utiliza o seu tino para contar histórias e passeia pelo encontro entre o drama e a comédia em versões dos clássicos do cinema brasileiro “O Ébrio” e “Fuscão Preto”.

Laura Wrona

3,0 2 x
A cantora Laura Wrona experimenta novos arranjos e oferece vida nova a trilhas sonoras marcantes dos clássicos do cinema brasileiro “Roberto Carlos e o Diamante Cor-de-Rosa” e “Garota Dourada”.

Mariana de Moraes

3,0 4 x
Nascida em berço musical, a cantora Mariana De Moraes esbanja o seu talento em performances intensas de canções dos clássicos do cinema brasileiro “Xica da Silva” e “Fulaninha”.

Luiza Lian

4,0 3 x
Luiza Lian é uma metamorfose. A cantora utiliza o seu talento em se adaptar às canções para homenagear os inesquecíveis clássicos do cinema brasileiro “Orfeu Negro” e “A falecida”.
Março 2019

Maria Ó

4,0 3 x
A cantora Maria Ó homenageia os clássicos do cinema nacional “Dona Flor e Seus Dois Maridos” e “Um Trem para as Estrelas” em poderosas interpretações de canções de Chico Buarque e Cazuza.

Tassia Reis

4,0 3 x
A cantora Tássia Reis homenageia os clássicos do cinema nacional “O Invasor” e “Rio Babilônia” em poderosas interpretações das canções “Na Zona Sul” e “Babilônia Rock”.

Luz Marina

3,0 2 x
Destaque da nova geração de cantoras do Brasil, Luz Marina demonstra todo o seu talento em interpretações poderosas de clássicos como “Mulher Rendeira” e “Boca de Forno”.
Arquivo