O País do Cinema

Novembro 2018

Café Com Canela

3,0 1 x
Glenda Nicácio e Ary Rosa, diretores de “Café com Canela”, manifestam a vontade de contar o cotidiano do Recôncavo Baiano e comentam o processo de criação que vai além da ficção.

Albatroz

4,0 1 x
Camila Morgado e Bráulio Mantovani, atriz e roteirista de “Albatroz”, comentam a influência de “A Estrada Perdida” para construir esta obra em que o controle do processo narrativo é perdido.

Gabriel E A Montanha

3,0 1 x
Fellipe Barbosa e João Pedro Zappa, diretor e ator de “Gabriel e a Montanha”, relembram os desafios de filmar nas montanhas e contam a emocionante história do último adeus de Gabriel Buchmann.
Outubro 2018

Cinema Novo

4,0 3 x
Eryk Rocha e Diogo Dahl, diretor e produtor de “Cinema Novo”, refletem sobre o movimento cinematográfico brasileiro e repensam o espaço social da sétima arte através da democratização.

Pastor Cláudio

3,0 4 x
A diretora Beth Formaggini e o psicólogo Eduardo Passos, do documentário “Pastor Cláudio”, explicam como entrevistaram Cláudio Guerra, responsável por torturas e por fazer corpos desaparecerem durante a ditadura militar.
Setembro 2018

Corpo Elétrico

4,0 3 x
Marcelo Caetano e Kelner Macêdo, diretor e ator de "Corpo Elétrico”, abordam a inspiração na poesia de Walt Whitman, vislumbrando potência em corpos diferentes oprimidos socialmente.
Agosto 2018

Pela Janela

4,0 7 x
Caroline Leone e Magali Biff, diretora e atriz de "Pela Janela”, comentam a inspiração da obra em mulheres que superam os limites impostos pela vida e o método espontâneo das gravações.

Aos Teus Olhos

3,0 7 x
Carolina Jabor e Daniel de Oliveira, diretora e ator de "Aos Teus Olhos”, debatem a questão do linchamento virtual e refletem sobre a abordagem provocadora utilizada na construção da obra.

O Animal Cordial

3,0 11 x
Gabriela Amaral Almeida e Luciana Paes, diretora e atriz de "Animal Cordial”, comentam o potencial alegórico do gênero horror e a relação da obra com a atualidade e com o poder do feminino.

Tatuagem

3,0 7 x
Hilton Lacerda e Rodrigo Garcia, diretor e ator de "Tatuagem", são os convidados de Andréia Horta. Os entrevistados comentam a atualidade do roteiro ambientado em 1978 e o papel da arte marginal.
Arquivo