Eletrogordo

Julho 2018

Flor

4,0 4 x
Famosa pelos anos como jurada do Show de Calouros do SBT, Flor lembra o trabalho ao lado de Silvio Santos e comenta como se alimentou apenas de luz por quase um mês.

Rafael Ilha

4,0 3 x
João Gordo recebe Rafael Ilha. Livre das drogas desde 2000, o convidado relembra a época do extinto grupo “Polegar”, os períodos de dependência química e tempo em que passou preso ou internado.

Marcelo Tas

3,0 7 x
No retorno de João Gordo às madrugadas do Canal Brasil, Marcelo Tas fala sobre calvície, comenta sua carreira na televisão e relembra o dia que encontrou Raul Seixas – seu maior ídolo – no supermercado.
Janeiro 2018
11:40

Dj Hum

3,0 14 x
João Gordo recebe DJ Hum. O convidado relembra a coletânea “Hip Hop Cultura de Rua”, marco do gênero no Brasil, e apresenta seu último trabalho, o disco “DJ Hum e o Expresso do Groove”.
11:46

Black Alien

3,0 23 x
João Gordo recebe Black Alien. O rapper fala sobre a relação conturbada com drogas, o projeto de lançamento de músicas inéditas em parceria com o músico Speed e a prisão com o “Planet Hemp”.
11:21

Kid Bengala

3,0 36 x
João Gordo recebe Kid Bengala. Aposentado, o ex-ator pornô fala sobre sua carreira, que conta com mais de 100 DVDs gravados, relembra como começou no ramo e encontra um inusitado sósia.
Dezembro 2017
11:59

Nestor Bertolino

3,0 25 x
Conhecido pelos trabalhos em programas humorísticos, Nestor Bertolino fala sobre sua carreira na TV e participações marcantes, como o anão diabo no programa “O Estranho Mundo de Zé do Caixão”.
12:00

Netinho

3,0 10 x
Pioneiro do Rock no Brasil, o baterista Netinho é o convidado do programa. Membro de bandas como “Os Incríveis” e “The Clevers”, o músico conta histórias de seus mais de 50 anos de carreira.
Novembro 2017
12:00

Arthur Veríssimo

3,0 15 x
João Gordo recebe Arthur Veríssimo. O jornalista fala sobre a temporada que viveu com o guru Osho na Califórnia, o início da revista “Trip” e a curiosa permuta que fez em um ritual vodu no Haiti.
11:59

Oswaldo Vecchione

3,0 17 x
João Gordo recebe o músico Oswaldo Vecchione. O fundador do “Made in Brazil” fala sobre os 50 anos de estrada, problemas com a censura e os recordes que o grupo possui, como maior número de formações.
Arquivo